domingo, 6 de setembro de 2009

Esperança – Controle e Cura da Diabetes Tipo II

A Diabetes mellitus é uma doença metabólica caracterizada por um aumento anormal da glicose ou açúcar no sangue. A glicose que é a principal fonte de energia do organismo, quando em excesso, pode trazer várias complicações à saúde. Sem contar que, quando em baixo teor, também gera grande risco à vida.

Quando não tratada adequadamente, a diabetes mellitus causa doenças tais como infarto do coração, derrame cerebral, insuficiência renal, problemas visuais e dificuldade na cicatrização de lesões, dentre outras complicações.

Durante vinte anos eu vi minha querida mãe sofrer com a vilã diabetes tipo dois.
Sempre a mesma estória de não haver cura. O quadro se complicando ano após ano. Eu a vi definhar e em nossa casa nos últimos anos nunca existiu uma quantidade e diversidade tão grande de remédios.

Todos os dias era a mesma coisa: Seis tipos de remédio por dia em um total diário de dezesseis comprimidos.

Para controle da hipertensão:
Captopril – quatro comprimidos por dia
Hidroclorotiazida – dois
Espironolactona - dois

Para controle da diabetes:
Metformina – três comprimidos por dia
Dibenclamida – quatro

Para controle do Colesterol:
Sinvastatina – um comprimido por noite


Nos últimos tempos eu já não conseguia sair tranqüila para o trabalho. Sempre aquela incerteza de como seria o dia da minha mãe. Meu pai comentando que em várias manhãs ela acordava com hipoglicemia e ficava até sem noção das coisas. Mais tarde tinha crises de hiperglicemia e o mal estar continuava... Alimentação prejudicada pela falta de apetite, vômitos e etc., ocasionando perda constante de peso, além de outras conseqüências.

Enfim uma luz no fim do túnel. Um casal de amigos assistiu a uma matéria na televisão que falava de uma descoberta recente para aqueles que fazem uma cirurgia chamada BY PASS intestinal. Primeiramente era para combater a obesidade. Porém, observou-se que os pacientes que faziam a cirurgia com o objetivo de controlar o peso também conseguiam o controle da diabetes tipo dois (só tipo dois), controle da hipertensão e dislipidemia (colesterol e triglicérides com taxas elevadas).

Assim, entramos em contato com a clínica e fomos informados de que pessoas que não tem obesidade, tendo apenas diabetes do tipo dois, estavam sendo operadas e tendo alcance de até 100% de sucesso na cura.

Resolvemos arriscar.
Minha mãe está hoje no vigésimo quarto dia de pós-operatório e os resultados são MARAVILHOSOS.
Os dezesseis comprimidos relatados acima? Esqueça... Não toma mais nenhum desses.
Logo após a cirurgia o médico passou dois medicamentos para a diabetes e em uma semana ele reduziu para apenas um sendo, apenas, um comprimido por dia.
Ou seja, foram embora quinze comprimidos diários.
Você deve estar se perguntando quanto à medicação para hipertensão. Pois é... Controle total, sem nenhuma medicação, após a cirurgia.

Hoje, no vigésimo quarto dia, ela toma apenas meio comprimido por dia para controle da diabetes esperando a cirurgia fazer efeito total. E se tudo der certo, poderá ficar sem nenhuma medicação em breve. Se der alteração, ela usará esse comprido e nada mais. Nada de intoxicação por tanta medicação novamente.

Sem contar que os riscos de infarto do coração, derrame cerebral, insuficiência renal, problemas visuais e lesões de difícil cicatrização, dentre outras complicações, oriundas da diabetes, a partir de agora estão descartados.

Essa cirurgia é feita em Curitiba pelo Dr. Lazzarotto e em Goiânia pelo Dr. Paulo Reis (médico que operou minha mãe). O melhor de tudo é que nada é tirado do paciente. Nada de redução de estômago ou coisa parecida. Ocorre apenas uma divisão no intestino, desviando parte do trajeto dos alimentos e que facilita a trajetória da insulina. Isso resulta no controle da glicemia e tantos benefícios que citei acima.

Bom, eu quiz comentar aqui pois acho que o que é bom para nós deve ser divulgado no intuito de beneficiar a outros. Tomo a liberdade de divulgar o site do Dr. Paulo Reis onde vocês terão oportunidade de obter maiores detalhes.
http://www.pauloreis.com.br/

Um abraço.

4 comentários:

  1. Olá muito bom o relato sobre o Bypass, eu tenho um blog que fala sobre obesidade o http://www.obesidadecontrolada.com.br/ e gostaria de colocar este seu relato no meu blog se você concordar.
    Aguardo seu retorno. Ass. Sandra

    ResponderExcluir
  2. Olá Sandra
    Obrigada.
    Na verdade a recuperação da minha mãe já evoluiu muito após eu postar esse relato. Ela já não tem mais necessidade de medicação para controle da diabetes. Pode divulgar meu relato sim. O que é bom precisa ser divulgado para que outras pessoas possam ser beneficiadas.
    Visitei seu blog. Parabéns.

    ResponderExcluir
  3. boa noite , dei uma lida no que vc postou e fiquei muito interessada ,gostaria de saber o nome do hospital, o telefone att/ maria ap

    ResponderExcluir
  4. Gostaria de reforçar o relato acima, aos 60 anos de idade, eu estava com 115 kgs. 180 de glicose em jejum, e minha pressão arterial não baixava de 15 por 9, ou seja, estava com um "pé na cova", me submeti a cirurgia com o Dr. Paulo Reis no dia 4 de janeiro de 2013, em uma semana, minha glicose caiu de 180 em jejum para 84. Meu diabetes acabou e não voltou mais a subir, minha pressão arterial hoje é de 11 por 7, não acordo mais a noite, durmo a noite toda. Quero agradecer de coração ao Dr. Paulo Reis, que me devolveu a vida. Não sei se tenho o direito de pedir as Deus que te abençoe Dr. Paulo, mas desejo que continues a fazer este trabalho maravilhoso e abençoado que muda a vida das pessoas. Muito obrigado.

    ResponderExcluir